top of page
Buscar

A importância da figura masculina no desenvolvimento infantil

Atualizado: 28 de mar. de 2023



A presença da figura masculina no desenvolvimento infantil é muito importante, e vai além do que podemos imaginar. De acordo com investigações realizadas pela academia americana de ciências (National Academy of Sciences), os benefícios desta relação estão presentes tanto para os pais, como para os filhos, pois ao tornar-se pais, os homens tendem a ser menos agressivos e a estar mais sensíveis. Por sua vez, para a criança, a participação ativa da figura masculina, como por exemplo pais (ou o substituto dele) é essencial para o desenvolvimento cognitivo e socioemocional.


Geralmente as mães e os pais têm estilos distintos de comunicação e interação, e podem exercer papéis diferentes na educação dos filhos. A mãe vivência uma união com o bebé logo nos primeiros meses de vida. Os seus cuidados fazem com que a criança se sinta o centro das atenções. Com isso, a relação mãe-bebé torna-se mais próxima.

A figura paterna com o passar do tempo torna-se igualmente importante para a criança. A presença ativa e constante do pai nesta relação pode ajudar as crianças a sentirem-se cada vez mais seguras ao expandirem as suas experiências pelo mundo. Os pais desafiam as crianças a ultrapassar os seus limites, e podem contribuir para o seu desenvolvimento e conhecimento, sobre justiça e direito, quando falam sobre regras sociais.

Uma das principais funções dos pais ou cuidadores masculinos é fornecer um modelo de comportamento adequado para meninos e meninas. Os meninos aprendem com os seus pais ou cuidadores masculinos que comportamentos deverão adotar como homens adultos, como lidar com as emoções e conflitos, tudo isso de forma mais saudável e adaptativa. As meninas aprendem com os seus pais ou cuidadores masculinos o que esperar das figuras masculinas ao longo das suas vidas.

Além disso, a presença de um pai ou cuidador masculino pode ajudar a fortalecer o vínculo emocional entre o filho ou filha e a figura masculina. Esta conexão pode ajudar a criança a sentir-se segura e confiante na sua identidade de género e a desenvolver habilidades sociais.


Bowlby também reforça a importância dos pais fornecerem uma base segura a partir da qual uma criança ou um adolescente possa explorar o mundo exterior e a ele retornar, certos de que serão bem-vindos, nutridos física e emocionalmente, confortados se houver um sofrimento e encorajados se estiverem ameaçados. A consequência desta relação de vinculação é a construção, pelos três anos de idade, de um sentimento de confiança e segurança da criança em relação a si mesma e, principalmente, em relação àqueles que a rodeiam, sejam estes figuras parentais ou outros integrantes do seu círculo de relações sociais.


Por fim, a presença da figura masculina também ajudar a promover uma dinâmica familiar saudável e equilibrada. Os pais ou cuidadores masculinos podem fornecer um contrapeso para as qualidades femininas dos cuidadores primários, ajudando a equilibrar a dinâmica familiar e a criar um ambiente seguro e estável para o desenvolvimento infantil.

Resumidamente, a figura masculina desempenha um papel crucial no desenvolvimento infantil, ajudando a moldar o comportamento, a identidade de género, as habilidades sociais e a dinâmica familiar.


Na sociedade, com todas as transformações ocorridas e que ainda continuam, relacionadas com a figura masculina, adiciona-se então a figura de cuidador, de fornecedor de carinho. Socialmente, o pai participa, cada vez mais, ativamente da vida das crianças, brinca com elas, e atua na sua educação e formação.

Este novo pai, cada vez mais, tem participado, de forma igualitária, nas atividades lúdicas, e nos cuidados da criança. Pode-se considerar que a presença do pai na vida de um filho é tão fundamental quanto a presença da mãe.


31 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page