top of page
Buscar

Decifrando a Terapia Focada nos Esquemas



No misterioso palco das nossas mentes, certos padrões ou "esquemas" podem influenciar significativamente a forma como pensamos, sentimos e agimos. A Terapia Focada nos Esquemas, desenvolvida pelo Professor Jeffrey E. Young, oferece uma abordagem única e abrangente para compreender e flexibilizar esses padrões profundamente enraizados. Esta modalidade terapêutica ganhou maior destaque nos últimos anos pela sua evidência científica e eficácia no tratamento de questões de desregulação emocional de longa data e na promoção de mudanças duradouras.


Compreensão dos esquemas:

Os esquemas são estruturas de atribuição de significado (ou crenças) que moldam a percepção de nós mesmos, dos outros e do mundo ao nosso redor. Estas estruturas muitas vezes derivam de experiências prévias, são elaboradas através da vida do indivíduo, e contribuem para o desenvolvimento de mecanismos de coping. Enquanto alguns esquemas são adaptativos e nos ajudam a navegar através dos desafios inevitáveis da vida, outros podem ser maladaptativos, menos úteis, que podem dar origem a dificuldades nas relações interpessoais, no trabalho e no bem-estar geral.


Modos esquemáticos:

A Terapia Focada nos Esquemas introduz o conceito de modos squemáticos. Enquanto o esquema é visto como uma estrutura cristalizada, estável, duradoura e impermeável à experiência, o modo esquemático é visto como uma entidade mais abstrata que integra e operacionaliza a ativação de múltiplos esquemas. Caracterizados assim como estados cognitivos, emocionais e comportamentais/resposta de coping experienciados momento-a-momento. Estes modos esquemáticos são desenvolvidos através da experiência e são ativados por situações de vida que despertam memórias dolorosas (acompanhadas de emoções igualmente difíceis de regular). Os modos também podem ser caracterizados como não adaptativos quando não se tornam úteis para o funcionamento do indivíduo e bem-estar.


O lado menos adaptativo dos esquemas:

O Professor Young, fundador da Terapia Focada nos Esquemas, identificou 18 esquemas maladaptativos precoces específicos, que podem comprometer o funcionamento dos indivíduos. Estes esquemas maladaptativos abrangem temas duradouros, como abandono, defeito, grandiosidade, desconfiança ou privação emocional. Reconhecer estes padrões é fundamental para aprender a quebrar o ciclo de experiências negativas repetidas que contribuem para o sofrimento e desregulação emocional.


Princípios da Terapia Focada nos Esquemas:

  • Identificação e Exploração: O primeiro passo na Terapia Focada nos Esquemas envolve identificar e explorar os esquemas maladatativos precoces presentes. Através de um processo colaborativo entre o terapeuta e o indivíduo, são examinadas cuidadosamente as experiências passadas e o seu impacto no funcionamento atual.

  • Validação e Empatia: A Terapia Focada nos Esquemas enfatiza a validação das emoções e experiências do indivíduo através da relação terapêutica. O terapeuta é impulsionador na construção de uma aliança terapêutica, ao prestar apoio empático, e ao criar um ambiente seguro para a exploração de aspetos vulneráveis.

  • Técnicas Cognitivas, Comportamentais e Experienciais: Utilizando diversas abordagens terapêuticas, a Terapia Focada nos Esquemas integra técnicas cognitivas, comportamentais e experienciais para desafiar e modificar esquemas maladaptativos. Essas técnicas visam quebrar o ciclo de padrões de pensamento negativos e promover formas mais saudáveis de pensar e agir.

  • “Limited Reparenting”: Este conceito inovador envolve fornecer o apoio emocional e orientação que podem ter faltado nas experiências prévias do indivíduo. O terapeuta assume um papel de nutrição para atender às necessidades emocionais não satisfeitas do cliente, promovendo um sentimento de segurança, empatia e aceitação.

Aplicação e eficácia:

A Terapia Focada nos Esquemas tem-se mostrado eficaz, em particular, no tratamento de condições mais crónicas tais como, por exemplo, perturbação de personalidade borderline, distimia e dificuldades interpessoais. Ao abordar as raízes do sofrimento emocional, esta abordagem terapêutica vai além da “simples” gestão de sintomas, criando mudanças positivas mais duradouras.

No âmbito das intervenções psicológicas, a Terapia Focada nos Esquemas destaca-se como uma abordagem holística e integrativa que mergulha profundamente nas camadas complexas da nossa estrutura psicológica. Ao desvendar a presença de esquemas maladaptativos precoces e ao promover uma sensação de reestruturação, integração e aceitação, os indivíduos podem desenvolver a capacidade de flexibilizar a influência das experiências prévias e embarcar numa jornada em direção a uma vida alinhada com os valores. À medida que o campo da psicologia evolui, a Terapia Focada nos Esquemas permanece como uma ferramenta promissora para a regulação emocional e, consequentemente, qualidade de vida e saúde mental.

3 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page