top of page
Buscar

No Diet Day!


No dia 6 de Maio comemora-se o “Dia sem Dieta”, um dia destinado à celebração da diversidade dos corpos humanos. Este dia foi primeiramente instituído pela feminista Mary Evans Young, em 1992, no Reino Unido, e rapidamente disseminado por outros países através de grupos feministas. O seu símbolo é um laço azul-claro.


Os objetivos da sua instituição foram: instigar ao questionamento da existência de um padrão único de forma corporal; trazer à tona a consciência acerca de fenómenos como a discriminação baseada no peso e no tamanho do corpo, e a “gordofobia”; declaração de um dia livre de dietas e de obsessões acerca do peso corporal; apresentação, à sociedade, de factos acerca da indústria alimentar e da ineficácia das dietas comerciais; e honrar as vítimas de perturbações do comportamento alimentar e do recurso impulsivo à cirurgia estética.


O propósito deste dia, ou mesmo o seu nome, podem parecer-lhe estranhos. Contudo, o comportamento de dieta é um conhecido preditor de uma saúde empobrecida, de perturbações alimentares e de uma baixa autoestima. Efetivamente, se todos os indivíduos pudessem cumprir uma dieta equilibrada e diversificada, e se se tornassem mais imunes a pressões sociais para atingir uma determinada forma ou peso corporais, o comportamento de dieta seria quase extinto. Ainda, o comportamento prolongado de dieta pode comprometer seriamente a energia de que o indivíduo dispõe para as suas tarefas diárias, resultando em fadiga e fraqueza. Tem, ainda, outras consequências como a tensão arterial baixa, problemas cardíacos, diabetes, osteoporose, desregulação hormonal, e infertilidade. Ao nível psicológico e psiquiátrico, associa-se a perturbações como a depressão, a anorexia, e a bulimia, entre outras.


Compreenda que falar na abolição do comportamento de dieta não significa ingerir qualquer alimento em qualquer quantidade. Significa, na verdade, alimentar-se de forma intuitiva e consciente, preferindo alimentos saudáveis e prazerosos, prestando atenção a sinais do seu corpo, como os de fome e de saciedade.


Experimente passar o seu dia 6 de Maio livre de dietas. Permita-se ter uma relação amistosa com a comida e com o seu corpo. Liberte-se das pressões de uma cultura de deita, liberte-se do ódio que, por vezes ou frequentemente, dirige ao seu corpo.

15 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comentarios


bottom of page